domingo, 11 de maio de 2008


Da varanda de minha casa avisto a serenidade do rio, que flui na sua calma, como tudo em redor!
Escrevo...é a minha forma de desabafar...de extravasar os momentos de neura...
É uma das coisas que me dá prazer...sentar-me na poltrana da varanda e observar em meu redor..ouvir os meus pensamentos..rir de mim mesma..e chorar..quando a dor bate á porta...acompanhada de uma bela cigarrilha de aroma a cereja...e uma simples folha branca, ou melhor o bloco...e deixo que a caneta escreva por si...que preencha a folha...como eu quero muitas das vezes preencher a minha vida!
E hoje, num daqueles domingos corriqueiros..deu-me vontade de estar comigo mesma.....de escrever....
--------------------------
Do vazio
oiço uma voz
que sussurra ao ouvido
como que insistindo com palavras de ordem!
Essa voz teima em não me largar
ecoa.....
nos meus absurdos pensamentos
e vai de encontro aos sentimentos.
Procuro não me importar,
acostumo-me..
Devia revoltar-me???
Devia!
(grita essa voz)
Eu devia?????
Talvez....mas da incerteza..
a uma certeza me leva...
A busca continua...
a sensatez e não inactividade ou passividade
me impelem a seguir em frente...
a ser racional...
Emocional ás vezes....
(não gosto de olhar para trás e pensar que podia fazer de outra forma, o caminho faz caminhando e em frente..em direcção ao futuro...)
----------------

3 comentários:

Jorge Rita disse...

Gosto da tranquilidade da tua vista...

eliana disse...

a vista da varanda da nossa modesta casinha andreia...:)

eliana disse...

que bonita é a vista... rio e umas arvores e mato...

lol