sexta-feira, 9 de julho de 2010

Epifania!!

Demoramos tempo a perceber determinadas coisas,
mas eis, senão quando, se revelam à nossa frente.
Como se uma tela se trata-se e estivéssemos a visualizar os nossos pensamentos.
As palavras emergem bem debaixo da língua:


Estou te a ver,
hoje observei-te de novo,
demorei o meu olhar no teu,
devorei com os sentidos o pouco de ti.

És estranhamente indomável,
mantens aquela distância!
(De que?? De quem??)

A distância de mim!!

As pessoas ligam-se, sentem..
(Preciso disso)
Não te senti a alma, os pensamentos, tudo!!
Se não posso ter por inteiro,
não quero só metade do fruto.

De que vale a metade?
Se o todo é a unidade do ser!!

Devagarinho,
se percorre o caminho,
devagarinho se conhece..
Mas se há pressa, há vontade, mas distância..

De nada vale sonhar, correr..
Porque não te vou alcançar e tu não queres!!
E eis a resposta na minha frente!!

2 comentários:

Joseph disse...

Olá.
Gostei imenso.

Não conhecia o espaço nem esta associação AMIGA/BLOG.

Voltarei. Também tenho blogues mas estão meio em stand-by.

Beijinhus:))*

100nick disse...

Gostei ;)