quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Politica de Interesse de Eça de Queirós

Este reboliço actual,levou-me a voltar a publicar aqui qualquer coisa! E confesso que já estava com saudades!!! Nada como partilhar um texto do escritor que me inspirou a criar este blog. E Sobre a politica assim escreveu Eça de Queiroz: "Em Portugal não há ciência de governar nem há ciência de organizar oposição. Falta igualmente a aptidão, e o engenho, e o bom senso, e a moralidade, nestes dois factos que constituem o movimento político das nações. A ciência de governar é neste país uma habilidade, uma rotina de acaso, diversamente influenciada pela paixão, pela inveja, pela intriga, pela vaidade, pela frivolidade e pelo interesse. A política é uma arma, em todos os pontos revolta pelas vontades contraditórias; ali dominam as más paixões; ali luta-se pela avidez do ganho ou pelo gozo da vaidade; ali há a postergação dos princípios e o desprezo dos sentimentos; ali há a abdicação de tudo o que o homem tem na alma de nobre, de generoso, de grande, de racional e de justo; em volta daquela arena enxameiam os aventureiros inteligentes, os grandes vaidosos, os especuladores ásperos; há a tristeza e a miséria; dentro há a corrupção, o patrono, o privilégio. A refrega é dura; combate-se, atraiçoa-se, brada-se, foge-se, destrói-se, corrompe-se. Todos os desperdícios, todas as violências, todas as indignidades se entrechocam ali com dor e com raiva. À escalada sobem todos os homens inteligentes, nervosos, ambiciosos (...) todos querem penetrar na arena, ambiciosos dos espectáculos cortesãos, ávidos de consideração e de dinheiro, insaciáveis dos gozos da vaidade." Eça de Queiroz, in 'Distrito de Évora (1867)

1 comentário:

Tati Rodrigues disse...

Uau! Escolhi um ótimo dia para voltar aqui e dar uma espiadinha hahaha... estava com saudades guria. Parabéns pela escolha do texto e um ótim fds! beijinhos