quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Sinopse do"Retiro"

Ultimamente tenho estado no meu "retiro" , ler muito, ouvir música em quantidades industriais e os jantares sob o pretexto da época natalícia bem regados e em boa companhia têm ajudado a recompor o espirito, a repor ideias...
Nada define melhor a minha pessoa, a minha filosofia"ipsis verbis"que uma pequena parte de um poema de Miguel Torga:

"Recomeça...
Se puderes,
Sem angústia e sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro,
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.
(...)
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças.

Miguel Torga, Diário XIII

Sou doida, é certo, e provavelmente muito pouca gente pensa como eu, mas ligo muito às atitudes das pessoas que me são próximas, tem haver com o companheirismo, retidão de caracter, o tão aclamado dever de urbanidade e muitos outros valores e deveres que devemos ter uns com os outros e ainda mais quando nos relacionamos próximamente.
Não sou um modelo de pessoa, de caracter, mas tento fazê-lo da melhor forma para que esteja de bem comigo e com os outros. E tem mais, talvez seja o meu calcanhar de aquiles, determinadas atitudes magoam-me e dificilmente esqueço, posso relevar e conviver por motivos de mera convivência ou conveniência ou de pura insistência pessoal, mas fica-me sempre algo... Outro calcanhar de aquiles, afinal tenho dois pés dois calcanhares, não desistir perante os obstáculos, sobretudo quando é algo que vai assumindo alguma importância, certeza na minha vida.
Quero que a minha existência vá tendo algum propósito!
Deprimo, e depois recarrego energia para continuar...a algum lado hei-de parar, chegar...

Em suma, é na minha loucura que me reconheço com lucidez, e mantenho-me sempre fiel a mim mesma, ao que penso, ao quero e, é esse gostinho de liberdade que sabe tão bem!! Liberdade para irmos guiando os nossos passos, ainda que inseguros!

1 comentário:

Tati Rodrigues disse...

me identifiquei tanto com esse texto! ele tem tanto de mim e me diz tanto que me impactou de forma profunda... intensa...

bom, tbm é na minha loucura que me reconheço com lucidez...

bjs guria.