sábado, 19 de dezembro de 2009

Se..*

Se eu Te pudesse dizer
tudo aquilo que estou a sentir...
Se eu pudesse fugir,
correr para bem longe de Ti!
Não ter de te ver,
sentir a tua presença,
ouvir-te
era tão mais fáçil esquecer-te.

Reconheço em mim dificuldade
em não querer-te,
Reconheço a minha fragilidade
em cada vez sentir mais..

Mas vou resistindo,
adormecendo...
me aconchegando nos velhos amigos
Os Livros,
nas rotinas que dão a segurança
de uma normalidade aparente.

Querer,
Querer mesmo é muito mais subtil,
implica paciência e sapiência!
Penitenciem-se desvarios do coração,
ouça-se a Razão!!
(de quando em vez)*

1 comentário:

Tati Rodrigues disse...

mais uma vez insistes em me decifrar em teus textos... hehe

muito bom mesmo mesmo! e assim somos nós... e assim vamos nós...

bjs e parabéns!