quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Douro



Sob o Douro
se revelou um tesouro,
entre um socalco, um suspiro,
brotou o riso, o desejo
de provar cada pedacinho teu,
cada bocadinho meu.

Sabor adocicado, ligeiramente frutado,
suave o seu beijar,
intenso o seu tocar
arrepio na alma!

Um ligeiro rubor na face apareceu,
e a tarde escureceu,
guardei no regaço um segredo
embriagado pelo teu ser!

Vinho Porto Vintage!!!
Aquela colheita especial!!

3 comentários:

Tati Rodrigues disse...

Um belo poema guria... saudades de ti. Que seu 2011 seja belo e mui inspirado...

beijos.

Ana Carvalho disse...

Olá minha amiga

Sempre com um enorme jeito para as palavras. És uma verdadeira poeta e este é apenas mais um texto com significado... muito lindo =)

Beijinho amiga***

Mariana disse...

ooi, tudo bem? estou passando para te convidar para entrar no meu blog. É um blog para te ajudar a deixar o seu blog com a sua cara! Posso te ajudar no que precisar. Espero que goste! :)